O Ensino de Ciências e a Linguagem: uma nova perspectiva

Atenção Professores: Estamos encaminhando a todos os inscritos um e-mail com o link para a ativação da conta na plataforma Moodle e, em breve divulgaremos aqui a lista final de todos os inscritos e demais orientações.

O curso de formGelecação continuada tem por objetivo levar os professores a repensarem o Ensino de Química, dando atenção especial à linguagem, cuja desatenção promove uma naturalização de procedimentos que o professor executa em sala de aula, sem a devida reflexão, afetando a aprendizagem dos alunos. Tem como público-alvo os professores de química do Ensino Médio e, terá duração de 80 horas, dando direito a certificado de participação aos professores que obtiverem média mínima de 7,5.

O curso está sendo ofertado pelo Grupo de Estudos da Linguagem no Ensino de Ciências (GELEC), coordenado pelo Prof. Moisés Lara, do Curso de Química da Universidade do Estado de Santa Catarina e, será realizado na modalidade EAD.

Durante o curso será explorada a centralidade da linguagem nas atividades de ensino e processos de aprendizagem, problematizando concepções e metodologias adotadas no Ensino de Ciências, a partir das obras de Bakhtin e Wittgenstein. Entre os assuntos a serem abordados estão a relação do Ensino de Química com a noção bakhtiniana de discurso, enunciação, significação, dialogicidade, atos de compreensão e gêneros do discurso e; a noção wittgensteiniana de significado, jogos de linguagem, funções da linguagem, semelhanças de família e formas de vida.

O curso será desenvolvido a partir de um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que contará com vídeos de curta duração, produzidos no Grupo de Estudos da Linguagem no Ensino de Ciências (GELEC), textos e fóruns online para debate entre os professores. Haverá atendimento individual através de mensagens eletrônicas e, seminários ou palestras, na UDESC de Joinville, do qual os professores poderão participar presencialmente ou assistir pela plataforma AVA.

Entre as atividades previstas para o curso estão:

  1. Relato de uma aula de química: a escrita de um texto relatando uma de suas aulas será a primeira atividade solicitada. Para esta atividade, serão dadas algumas diretrizes para que o professor descreva com bastante detalhes as suas ações, intenções e recursos utilizados, mas tomando-se o cuidado de não comprometer a espontaneidade do professor, que será útil para as discussões durante o curso.
  2. Questões exploratórias: sobre os temas abordados nos vídeos e textos indicados para leitura.
  3. Fóruns de discussão para livre debate: sobre os temas abordados nos vídeos e textos indicados para leitura.
  4. Seminários ou palestras sobre a Linguagem no Ensino de Ciências. Serão disponibilizados em vídeo.
  5. Elaboração de um Plano de Aula: atividade a ser realizada na última fase, com o objetivo de que os professores explorem as discussões sobre a linguagem abordadas no curso.
  6. Workshop sobre a linguagem no Ensino de Ciências: evento de participação não obrigatória. Contará com dois palestrantes convidados e terá parte do tempo destinado à apresentação dos Planos de Aula elaborados durante o curso e ao debate sobre estratégias de ensino fundamentadas na linguagem.

Bibliografia Básica:

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 2 ed., São Paulo: Martins Fontes, 1997.
______. Marxismo e filosofia da linguagem. Trad. de LAHUD, M.; VIEIRA, Y. F., 12 ed., São Paulo: Hucitec, 2006.
BRAIT, B. (Org.) Bakhtin: dialogismo e construção do sentido. 2 ed.rev., Campinas: Unicamp, 2005.
______. Bakhtin: conceitos-chave. 4 ed. rev., São Paulo: Contexto, 2010.
BUCHHOLZ, K. Compreender Wittgenstein. Trad. De Vilmar Schneider. 2 ed. Petrópolis: Vozes, 2009.
FARACO, C. A; TEZZA, C.; CASTRO, G. de (Orgs.). Diálogos com Bakhtin.  4 ed. Curitiba: Editora UFPR, 2007.
FIORIN, J. L. Introdução ao pensamento de Bakhtin. São Paulo: Ática, 2012.
HACKER, P. M. S. Wittgenstein: sobre a natureza humana. Trad. de CUTER, J. V. G. São Paulo: Ed. UNESP, 2000. (Coleção Grandes Filósofos).
MORENO, A. R. Wittgenstein: os labirintos da linguagem, ensaio introdutório. São Paulo: Moderna, 2000.
______. Introdução a uma pragmática filosófica: de uma concepção de filosofia como atividade terapêutica a uma filosofia da linguagem. Campinas: Unicamp, 2005.
WITTGENSTEIN, L. Investigações filosóficas. São Paulo: Editora Nova Cultural, 1999 (Coleção Os Pensadores: Wittgenstein).